Peixe Ornamental


Acará Sete Faixas

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano por dumdummusica em 14 de Abril de 2012
lmd_source=”23881752″;lmd_si=”33368086″;lmd_pu=”22249426″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”468″;lmd_he=”60″;


Nome Popular: Acará Sete Faixas.
Nome Cientifico: Archocentrus septemfasciatus.
Família: Ciclídeos.
Distribuição: Nicarágua, Costa Rica e Panamá.
Habitat: Encontrado em vários biótipos, a espécie é encontrada em águas correntes e rochosas.
Tamanho: Varia entre 4 e 10 cm.
Aquário: 100 litros é suficiente para um casal, para manter um grupo precisa de algo bem maior. Use rochas e raízes para fornecer abrigo e esconderijo e possivelmente locais de desovas, plantas podem ser utilizadas, mas, com grande possibilidades de serem arrancadas pelos peixes.
Temperatura: entre 21ºC e 27ºC.
pH: entre 7 e 8
Alimentação: Aceita a maioria dos alimentos, tanto vivos como vegetais.
Sociabilidade: São meio agressivos, principalmente em fase de reprodução.
Dimorfismo Sexual: O macho é maior e mais colorido, principalmente na época de acasalamento, as fêmeas tem uma mancha escura na nadadeira dorsal.



lmd_source=”23881744″;lmd_si=”33368086″;lmd_pu=”22249426″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”468″;lmd_he=”60″;

Acara Camaleão

Posted in Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido por dumdummusica em 7 de Maio de 2011

Nome Popular: Acará Camaleão
Nome Cientifico: Australoheros facetus
Família: Cichlidae
Distribuição geográfica: América do Sul
Comportamento: Territorial, pode ser agressivo com peixes territoriais de mesmo porte. Pode ser mantido em casal.
Tamanho adulto: 19 cm
pH: 6,5 a 7,0
Temperatura: 24 a 30ºC
Dimorfismo sexual: Não há.
Alimentação: Ração, artêmia salina, branchonetas, tubifex, pequenos peixes, minhocas etc.
Aquário mínimo recomendado: 200 litros
Reprodução: Ovípara.

Acara Azul

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano por dumdummusica em 4 de Maio de 2011
Nome Popular: acara azul
Família: Cichlidae.
Origem e biótopo: Panamá, norte da Venezuela, Colômbia, apresenta vários biótopos, ambos os rios de águas claras mais água turva, sempre com uma determinada corrente.
Tamanho: Machos até 20 cm na natureza, em aquários de chegar entre os 13 e 15 cm, fêmeas ligeiramente menores.
Forma: peixe de formato oval com uma cabeça proeminente e uma boca grande.
Diferenças entre os sexos: Devido ao tamanho como observado anteriormente, sendo o macho ligeiramente maior que a fêmea. A coloração da fêmea é mais vivo na época da desova. Os machos têm barbatanas pontiagudas, enquanto as fêmeas são mais arredondadas.
Temperatura: 24ºC  para 26ºC
Aquário: espaçoso, pelo menos 100-120 litros para um único casal, de 240 em diante, se há mais peixes com eles. Nos aquários devem ser plantadas o suficiente, tem uma tendencia de cavar as plantas. sobretudo na época de reprodução.
Comportamento: Territorial. Torna-se muito agressivo durante a época de reprodução (especialmente os machos). Não se adpta com peixes muito pequenos (neons, tetras, etc.)
Comida: alimento vivo varas para cilclidos, ocasionalmente spulina

Acará Jóia

Posted in A,Acará,Ciclideo Africano,Ph Alcalino por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará Jóia
Nome Científico: Hemichromis bimaculatus
Família: Ciclídeos
Habitat: Oeste Africano (Guiné até Libéria)
pH: 7.0 – 7.8
Temperatura: 24º a 28ºC
Dureza: –
Tamanho Máximo: 15cm
Sociabilidade: Casal
Agressividade: Agressivo
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio / Fundo
Aquário Mínimo: 150L
Alimentação: Onívoro. Rações em geral e alimentos vivos
Características Peixe agressivo principalmente em época de reprodução. Muito resistente e se reproduzem facilmente. Apesar de seu médio porte, exigem bastante espaço em caso queira mantê-los com outros peixes igualmente agressivos e do mesmo porte. Sua coloração varia entre o cinza escuro a um leve amarelado (quando bem adaptado) com visíveis pintas azul ou verde onde em época de acasalamento suas nadadeiras e região próximo a barriga ficam com um vermelho bem evidente.
Reprodução: Ovíparo. Dimorfismo sexual pouco perceptível; fêmea em época de acasalamento apresenta cores mais fortes.

Acará do Congo

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido a Neutro por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará do Congo
Nome Científico: Archocentrus nigrofasciatus
Família: Ciclídeos
Habitat: Costa Rica, Guatemala, Nicarágua e Panamá. Introduzido no Canadá, Austrália, EUA, Havaí, Filipinas e Israel
pH: 6.6 a 7.6
Temperatura: 24º a 28ºC
Dureza: até 12º dH
Tamanho Máximo: 15cm
Sociabilidade: Solitário ou Casal
Agressividade: Agressivo
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio/Fundo
Aquário Mínimo: 150L
Alimentação: Pequenos invertebrados e peixes. Aceita rações para ciclídeos com facilidade
Características Peixes agressivos que devem ser mantidos com outros peixes do mesmo porte e agressividade
Reprodução: Os machos adultos possuem nadadeiras mais
pontiagudas e apresentam uma suave tonalidade avermelhada sob a boca, além do característico calombo na cabeça. São muito prolíferos. O casal desova em superfícies lisas, geralmente pedras, ambos cuidam da prole e ficam ainda mais agressivos. Os filhotes podem ser alimentados com infusórios 3 a 4 dias após a eclosão, quando maiores, aceitam bem ração fina e náupilos de
artêmia. Os pais costumam não predar os filhotes, salvo alguns raros exemplares.

Acará Amarelo

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido a Neutro por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará Amarelo, Acará de Henckel
Nome Científico: Acarichthys heckelii
Família: Cichlidae
Habitat: Brasil Região: Bacia Amazônica
pH: 6.0 – 7.2
Temperatura: 25ºc à 30ºc
Dureza: 4 – 12
Tamanho Máximo: 20cm
Sociabilidade: Casal
Agressividade: Pacífico (Territorialista)
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio
Aquário Mínimo: 150L
Alimentação: Alimentos vivos em geral, como Enquitréias, larvas de besouro, Artemias e Alevinos. Rações também são aceitas com facilidade, Tetra cichlid sticks, Tetra color Bits, Gammarus, etc.
Características Com característica anatômicas semelhantes aos Geophagus, são territorialistas, e ao mesmo tempo pacifico com outras espécies, devem ser mantidos em casal ou grupo. Eles teimam por ficar “cuspindo” cascalho pelo aquário de vez em quando.
Reprodução: O dimorfismo sexual caracteriza-se pela fèmea com a barriga mais arredondada, e geralmente um pouco menor que o macho. Na reprodução fêmea deposita cerca de 1000 à 2000 óvos, geralmente em um local escolhido pelo casal, (algo como uma telha ou vaso de barro, semelhante aos apistos), A eclosão ocorre geralmente no terceiro dia, e os naupilos ja passam a nadar livremente a partir do sexto dia.

Acará Chocolate

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido a Neutro por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Temporalis, Acará Chocolate, Acará Esmeralda
Nome Científico: Hypselecara temporalis
Família: Cichlidae
Habitat: Centro e Oeste da Bacia Amazônica, sobretudo em rios de águas brancas, como o Solimões e o Amazonas
pH: 5,0 a 7,0
Temperatura: 25ºC a 30ºC
Dureza: 4 – 8 dH
Tamanho Máximo: 18cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Moderadamente Agressivo
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio
Aquário Mínimo: 100L
Alimentação: Predador, carnívoro
Características Variam de coloração drasticamente em segundos conforme seu humor, indo de um marrom intenso ao verde, de padronagem lisa para muitas manchas grandes. Os exemplares machos possuem um grande calombo na cabeça (temporalis = têmpora, testa).
Reprodução: Ovíparos, relativamente difícil de acontecer em aquário, preferem escolher seus parceiros, depositam cerca de quinhentos ovos em uma superfície lisa previamente escolhida geralmente próxima ao substrato. Os pais cuidam de seus filhotes com grande zelo e podem permanecer com juntos à eles até a idade adulta.

Acará Bandeira Leopoldi

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará Bandeira Leopoldi
Nome Científico: Pterophyllum leopoldi
Família: Cichlidae
Habitat: Bacia Amazônica (Rio Solimões no Brasil e Rio Rupununi e Essequibo na Guiana Francesa)
pH: 5.0 a 6.4
Temperatura: 24º a 29ºC
Dureza: 1º a 4º dH
Tamanho Máximo: 15cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Pacífico (territorial)
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio
Aquário Mínimo: 150L
Alimentação: Onívoro. Em seus habitat natural se alimentam de zooplacton e peixes menores. Aceitam alimentos vivos ou congelado e rações para ciclídeos em pequenos grânulos ou flocos.
Características É um peixe gregário, assim como todos Bandeiras e Discos, que apreciam a presença de outros Bandeiras por perto para exercer seu territorialismo e ficarem mais confiantes no aquário. É o típico peixe que habita águas negras e ácidas em regiões lênticas. Especificamente o P. leopoldi deve ser mantido em pH próximo ou abaixo de 6.0 para demonstrar toda suas cores e se desenvolver. Ao contrário do P. scalare e P. Altum, o P. leopoldi possui um perfil reto na região próxima a nadadeira dorsal. Seu corpo é prateado com oito listras verticais sendo normalmente quatro mais visíveis (primeira barra próximo ao olho, a quarta, sexta e oitava barra).
Reprodução: Ovíparo. A reprodução do P. leopoldi segue a mesma pauta dos demais bandeiras, porém, é um pouco mais complicada em cativeiro. Formado o casal, estes escolherão e limparão algum local plano para a desova. A fêmea liberará ovos adesivos no local escolhido e o macho fecundará imediatamente. Em até 72h os alevinos eclodiram e permaneceram no saco vitelínico por mais 48h em média, quando já estarão nadando livremente sob supervisão dos pais. O dimorfismo sexual é um tanto difícil a distinção, sobretudo quando jovens. Na fêmea, o espaço que existe entre a barbatana ventral (em forma de filamentos) e o começo da barbatana anal é maior, enquanto no macho este espaço apresenta-se menor e mais curvado; Por ocasião da desova o ovopositor na fêmea é maior, mais pontudo e dirigido para frente, enquanto no macho é menor e dirigido para trás.

Acará Bandeira Dumerilii

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido a Neutro por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará Bandeira Dumerilii
Nome Científico: Pterophyllum dumerilii
Família: Ciclídeos
Habitat: Bacia Amazônica
pH: 5.5 a 6.8
Temperatura: 24º a 28ºC
Dureza: até 6º dH
Tamanho Máximo: 15cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Pacífico (territorialista)
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio/Superfície
Aquário Mínimo: 150L
Alimentação: Onívoro. Rações em geral e alimentos vivos
Características Raramente encontrado em lojas brasileiras (sendo praticamente comum na Europa), apesar de nativo da Amazônia, o Bandeira Dumerilii possui praticamente o mesmo comportamento de seus primos Pterophyllum scalare (Ex. Bandeira Marmorato, Koi, etc) tanto em comportamento como na reprodução. A diferença mais visível em comparação aos mais comuns Bandeiras é visto na região próxima a seu nariz, onde este é visivelmente mais longo que os demais Bandeiras (mais “bicudo”) e possui coloração com tonalidade esverdeada (muitas vezes imperceptível dependendo do peixe) ao longo de seu corpo.
Reprodução: Ovíparo. Formado o casal, estes escolherão e limparão algum local plano para a desova. A fêmea liberará ovos adesivos no local escolhido e o macho fecundará imediatamente. Em até 72h os alevinos eclodiram e permaneceram no saco vitelínico por mais 48h em média, quando já estarão nadando livremente sob supervisão dos pais. Dimorfismo sexual: Um tanto difícil a distinção, sobretudo quando jovens. Na fêmea, o espaço que existe entre a barbatana ventral (em forma de filamentos) e o começo da barbatana anal é maior, enquanto no macho este espaço apresenta-se menor e mais curvado; Por ocasião da desova o ovopositor na fêmea é maior, mais pontudo e dirigido para frente, enquanto no macho é menor e dirigido para trás.

Acará Bandeira Altum

Posted in A,Acará,Ciclideo Americano,Ph Acido a Neutro por dumdummusica em 1 de Abril de 2009


Nome Popular: Acará Bandeira Altum
Nome Científico: Pterophyllum altum
Família: Ciclídeos
Habitat: Bacia Amazônica ( Brasil e Peru )
pH: 5.5 a 6.8
Temperatura: 24º a 28ºC
Dureza: até 4º dH
Tamanho Máximo: 20cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Pacífico ( territorial )
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio
Aquário Mínimo: 200L
Alimentação: Onívoro. Rações em geral e alimentos vivos
Características Ao contrário dos comuns Pterophyllum scalare, o Bandeira Altum tende a ser um pouco mais agressivo. São resistentes e ideais para tanques comunitário. Quando formado casal, tendem a serem territorialistas e agressivos com outros da mesma espécie ou mesmo outros peixes. Não raro é serem comercializado apenas espécies selvagens em lojas, mesmo a reprodução em cativeiro sendo possível. A diferença mais visível entre o verdadeiro Altum e o “falso altum” (Marmorato idêntico ao Altum) é os espaços em branco entre as listras pretas verticais como nota-se na foto acima. Seu corpo comparado a outros Bandeiras é mais estreito (magro) e as nadadeiras dorsal e anal são normalmente maiores que o P. scalare.
Reprodução: Ovíparo. Formado o casal, estes escolheram e limparão algum local plano para a desova. A fêmea liberará ovos adesivos no local escolhido e o macho fecundará imediatamente. Em até 72h os alevinos eclodiram e permaneceram no saco vitelínico por mais 48h em média, quando já estarão nadando livremente pelo tanque sob supervisão dos pais.

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.