Peixe Ornamental


Taníctis

Publicado em Ph Alcalino,T,Taníctis por dumdummusica em 7 de Abril de 2009


Nome Popular: Taníctis
Nome Científico: Tanichthys albonubes
Família: Cyprinidae
Habitat: Riachos montanheses da China, Hong Kong e Vietnam
pH: 6.8 a 7.4
Temperatura: Máximo 25ºC
Dureza: 8 – 12 dH
Tamanho Máximo: 4cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Pacífico
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Superfície
Aquário Mínimo: 40L
Alimentação: Ração em flocos; pequenos alimentos vivos
Características Num dia de sol com poucas nuvens no começo da década de 30, um garoto chamado Tan brincava num riacho perto de sua casa da província de Cantão no sudeste da China, quando coletou num copo alguns belos e coloridos peixes que nunca havia visto antes. Curioso, levou esses peixinhos a um jovem naturalista que morava em sua vila chamado Lïn, que logo percebeu tratar-se de uma espécie até então desconhecida da ciência. Ele a batizou de Tanichthys albinubes, que significa “Peixe de Tan das nuvens brancas. O Taníctis é um peixe relativamente comum e sociável, existem inclusive variedades com nadadeiras longas (véu). Entretanto, trata-se de um peixe de águas frias e bem oxigenadas, sendo este o segredo do sucesso em sua criação.
Reprodução: Em um aquário de cerca de 20 litros, com plantas e um pequeno filtro de espuma, coloque um pequeno grupo de 5 a 10 Taníctis. Para incentivar a desova, deve-se colocar algumas folhas secas no aquário para que acidifique lentamente a água. Os peixes imaginam que as cheias acabaram de começar pela mudança (nas cheias há mais matéria orgânica na água, consequentemente o PH eleva-se, mesmo nos rios montanheses). Os adultos começam a corte e, em poucas horas cada fêmea libera de 50 a 200 ovos. Os adultos devem ser retirados. Os ovos eclodem em um ou dois dias. A grande dificuldade é alimentar os minúsculos filhotes, recomenda-se reproduzir Taníctis em aquários velhos, que já contenham alguns microorganismos, e não lavar a espuma do filtro algumas semanas antes da desova, para que concentre-se nela microorganismos. Mesmo com esses cuidados, introduza infusórios no aquário até que cresçam o suficiente para aceitar ovos de artêmia sem casca ou náuplios recém nascidos e ração triturada.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.